Como Iniciei minha Jornada Empreendedora no Mercado de Estética

Minha História de Empreendedorismo na Estética iniciou-se em 2005, com a criação da minha loja virtual: a Loja Estética. Para explicar um pouco melhor como tudo começou, voltaremos ao ano de 2004. Eu era professor de Informática na Lendária escola Ceteb Informática, na Cidade de Arujá, interior de SP. As aulas haviam diminuído na escola e eu estava ganhando abaixo daquilo que era aceitável para um homem de 28 anos. Meus rendimentos giravam em torno de R$ 500,00 mensais e aquilo estava tirando o meu sono e me deixava um tanto quanto insatisfeito.

Eu acredito que quando você se encontra em uma situação incomoda, a ponto de mexer com você de uma forma intensa, você busca força para sair daquela situação. Eu resolvi colocar uma meta para mim: No final do ano de 2004, Eu “resolvi” que no ano de 2005, eu ganharia R$18.000,00. ou seja R$ 1500,00 por mês ( 3x mais do que eu ganhava até aquele momento). Mas como isso seria possível? Eu não tinha nenhuma perspectiva de ganhar aquele montante, nenhuma promessa de novo emprego, nada para me ancorar para sonhar com um número que para mim era muito alto e até de certa forma quase impossível de se alcançar pelo menos até aquele momento. Mas eu acreditei de verdade que aquilo seria possível, não sei de onde tirei forças, talvez tenha sido da vontade de mudar a minha vida para melhor. Quando você acredita do fundo da sua alma, parece mágica, mas as coisas acontecem…. e aconteceram. Naquele ano eu faturei mais de R$ 29.000,00. Aquilo que parecia impossível aconteceu com juros e correção monetária.

Nasce a Minha empresa Loja Estética e o empreendedor Cristiano Dos Santos

Através de um trabalho meu realizado pela internet (Internet é minha especialidade), surge o convite da empresa Maquel, famosa marca de dermocosméticos, que hoje já não existe mais, mas que na época estava iniciando sua trajetória, Assim como eu. Fui convidado pela empresa para revender seus produtos. As Proprietárias  Adriana e Lilian Oenning se deslocaram de São Paulo, onde participariam de uma feira, até minha casa na cidade de Arujá para conversar comigo. Confesso que aquelas 2 loiras altas advindas do sul do País, vindas de táxi de São Paulo até minha casa em Aruja(40 km de distância, 80 km se considerarmos ida e volta), só para conversar comigo, me intimidou um pouco. Imaginava o valor do táxi que elas tinham pago só para falar com aquele ilustre desconhecido e tentar fechar um negócio.

Elas mostraram os produtos Maquel, explicaram a filosofia da empresa, e fizeram a sua oferta: Você precisa de R$ 1.500,00 para iniciar o negócio. Eu não tinha aquele valor para investir e desgostoso com aquela situação, fiz a minha oferta. Era pegar ou largar, pois era o que eu tinha. Eu disse nestas palavras: Tenho R$ 200,00 para começar e muita força de Vontade. Elas resolveram aceitar e iniciou ali uma parceria de muitos anos com muitas vendas. Só do lendário Guara-max e do Fluido Térmico Maquel, que já foi estrelado na record pela Sabrina Sato, vendi milhares de Unidades.

Escolha do Nome da minha empresa de estética

Eu fiquei dias pensando em qual seria o nome da minha empresa. Veio diversos nomes na minha cabeça. Aquele foi um processo solitário, não tinha ninguém para me ajudar na escolha do nome. Na verdade o nome era algo muito intimo e eu não quis terceirizar essa decisão ou ser influenciado por alguma opinião. Depois de muitos nomes, veio a luz. Dentro do ônibus em Arujá. O nome de uma empresa precisa ser simples e de fácil memorização pelo cliente, eu queria um nome que definisse o negocio: O nome seria Loja Estética.

Iniciou-se um Novo Ciclo

Eu trabalhava em minha casa, pela internet. Minhas entregas eram pelos correios e todo dia eu estava lá postando os pedidos feitos por clientes de todo o Brasil. Mas tinha alguns clientes que eu fazia questão de que eu entregasse pessoalmente. A Primeira entrega pessoal que fiz foi para a Alexandra Gimenez da Costa da Essência da Estética de Itaquaquecetuba, cidade vizinha a Arujá e coincidentemente a cidade onde morei os 4 primeiros anos de minha vida.

Eu não tinha carro, então essas entregas eram feitas de ônibus. Comecei a fazer  outras entregas pessoalmente, lembro de uma outra cliente em São José dos Campos, outra em São Paulo no bairro de Santo Amaro e mais uma cliente marcante: Adriana Angelon no bairro de Moema, próximo ao shopping ibirapuera. Mais uma coincidência: Esses foram 2 bairros que passei boa parte da minha adolescência. Até esse ponto você deve pensar que sou cigano, pode até parecer, mas não sou. Mas morei em muitos lugares diferentes: Jd Miriam, Broklin, Veleiros, Largo treze de maio, interlagos, Arujá, Itaquaquecetuba, Ufa.

Eu pegava minha sacolinha cheia de produtos, colocava nas costas e ia embora fazer minhas entregas pessoalmente e conversar e fidelizar minhas clientes. Lembro de uma entrega na cidade de guarulhos. Na verdade Era uma demostração de produtos. Levei tudo o que eu tinha. Aquilo pesava muito e para piorar desci no ponto de ônibus errado. Andei muito com todo aquele peso nas costas. Quase morri. Mas cheguei lá e Vendi para esta cliente.

O dia do ataque do PCC

Fui fazer uma entrega em SP. Era uma maratona. Ônibus de  Arujá até o metro Armênia. Metrô da armênia até a SE. Metro da Sé até Anhangabaú, Ônibus até o local da entrega. Mas aquele dia era um atípico, pois  o PCC aterrorizava São Paulo. Eu resolvi ir mesmo assim, mas ao chegar na praça da bandeira, não tinha ônibus para nenhum lugar. Os motoristas estavam de braços cruzados com medo de ataques. Eu liguei para a cliente e expliquei a situação. Ela entendeu. Eu voltei para casa.

Novos produtos de estética são agregados

Além dos cosméticos agreguei outros produtos, como a manta térmica da Fysiotec, e o Aparelho de Bronzeamento a jato da Marca Bestbronze. Eu vendi a primeira manta, com o pouco dinheiro que tinha disponível, encomendei uma para uma cliente de uma clínica que eu havia visitado. Mas o detalhe era que a cliente só iria pagar quando eu entregasse. Eu fiz o pedido e o pagamento da manta. Eu recebi a manta e ao entregar, a cliente não quis mais. Meu capital de giro estava comprometido, fiquei chateado, mas logo consegui vender para outra pessoa. Ficou a lição: A venda só é venda mesmo quando está paga, como dizia minha finada vó. Não conte com o Ovo no piiiii da Galinha.

Abertura da Loja Física

Os negócios estavam crescendo, as vendas aumentando. Precisava abrir um ponto, até para criar mais credibilidade e ter um local onde os clientes pudessem buscar os produtos se assim quisessem. Aluguei uma casa. Eu iria morar em cima e Fazer a Loja em baixo. A casa encontrada era bem localizada, bem no centro da Cidade de Arujá, na Avenida dos Expedicionários, 555. O problema é que era muito velha e estava abandonada, muito mato espalhado, e até uma fuselagem de avião muito pesada estava abandonada ali. Começamos a limpeza e depois de algum tempo, ali estava eu morando e com minha Loja Física, reformada, legalizada, com CNPJ e tudo.

As vendas continuavam crescendo, porém, na loja física mesmo não entrava nem mosca. Arujá é uma cidade muito parada para o comercio, não havia tantas clinicas de estética assim. Os poucos clientes que vinham eram de São Paulo. Eles viajavam cerca de 40km para comprar produtos comigo. Era uma alegria, eu tinha tempo para dar-lhes atendimento personalizado, para conversar com eles. Mas eram poucos. Errei em abrir a Loja Física em Arujá? Não. Foi uma experiência e gerou mais vendas. As pessoas compram mais ao saber que existe um ponto físico. Naquela época existia muita desconfiança em compras pela internet, então eu fazia de tudo para gerar credibilidade para o cliente.

Por que você não abre a Loja estética em São Paulo?

Essa era uma pergunta constante que os clientes me faziam quando me ligavam ou iam até mim: Porque você não abre a Loja Estética em São Paulo? Aquela ideia começou a ocupar minha mente. Eu não queria voltar para São Paulo, Arujá é uma cidade pacata e gostosa para viver, mas os negócios estavam crescendo e eu queria crescer mais. Então decidi: Eu voltarei para São Paulo. Só que como continuaria morando em Arujá, precisaria encontrar algum ponto estratégico, que fosse de fácil acesso: A melhor solução: Zona norte de São Paulo. Bairro Escolhido: Santana. Eu não precisaria pegar a Marginal, pela Dutra Mesmo entraria na Vila maria, passaria pela Vila Guilherme e rapidamente chegaria em Santana, cortando caminho.

O Ponto era Perto do Metrô, o que é uma vantagem competitiva incrível, eu abri a loja na rua Ezequiel Freire, bem na Rua do Metrô, um ponto pequeno, do mesmo tamanho de Arujá, cerca de 30 m². Mas agora eu estava incrivelmente melhor localizado, na cidade onde tudo acontece: São Paulo. A expectativa era que minhas vendas poderiam aumentar substancialmente e foi isso que realmente aconteceu.

Confesso que senti muito medo 

Eu fui para São Paulo com muito medo, o dinheiro era contado, e qualquer movimento errado poderia colocar tudo a perder. Eu segui em frente apesar do medo e fui. Abri a Loja em São Paulo como queriam os clientes. Mas aconteceu algo que eu não esperava: Na primeira semana de operação tomei um Golpe: Cheque devolvido: Não era sem fundo, se fosse havia uma esperança. Mas na verdade o Cheque era fraudado: Mais de R$ 1000,00 na Época. Foi um baque enorme. Mas já estava por lá e tinha que seguir em frente, não poderia desanimar.

Nessa época, eu já frequentava feiras de estética, e comecei a agregar novos produtos ao leque. Equipamentos de estética, acessórios, moveis auxiliares e o mais representativo de Todos: Maca Portátil.

Muitos clientes pediam maca portátil. Eu pesquisei na internet e encontrei aquele que seria o meu maior Parceiro Comercial. A Empresa Legno. Na época o pedido mínimo era de 5 peças, eu não queria comprar as 5 peças. Eu já tinha condições de pagar as 5 peças diferentemente do que foi quando iniciei com a Maquel, mas não queria arriscar e de repente ficar com aqueles produtos estocados por muito tempo. Eu solicitei comprar apenas 1 para testar, ver se vendia mesmo. De tanto insistir, acabei conseguindo que a legno me vendesse apenas 1 unidade. Eu estava sendo muito conservador, por que comecei a vender maca de uma forma alucinante. Mas isso me gerou um problema. E não tinha espaço suficiente para estocar macas. Minha Loja Era muito pequena. Mal cabia eu e minha funcionária. Estava na hora de ampliar…

Aluguei 1 sala comercial acima da Loja. Senti medo, confesso. Cada passo é uma alegria mas dá medo de não dar certo. Eu entendo quando um profissional me diz que tem medo de assumir um aluguel para abrir sua clínica. Mas só que aquela sala não foi o suficiente. Tive que alugar mais uma sala. Mais medo. Fiquei com 2 salas comerciais que serviam de estoque e também de sala de treinamento.

Tivemos que contratar mais pessoas. Não parávamos de crescer. O engraçado era ver a reação dos clientes quando chegavam na loja. Eles olhavam com aquela cara e perguntavam: A Loja estética é aqui, e faziam isso com aquela cara de espanto. Isso por que ao ver na internet uma presença massiva da loja estética, imaginavam algo muito maior, e não era. A empresa era pequena, mas crescia muito rapidamente.

Então chegou o momento que não dava mais, precisávamos aumentar de tamanho para continuar crescendo. Obs: Toda fase de decisão de crescer, dava muitíssimo medo, como disse anteriormente, literalmente eu gelava na base, mas apesar do medo eu seguia em frente e fazia aquilo que achava que estava ao meu alcance. Comecei a namorar um imóvel que ficava a 50 ou 100m do local onde estava localizada a loja estética, bem na rua ao Lado. O imóvel era lindo, mas o valor era impraticável. cerca de 3x mais do que eu pagava na loja e mais 2 salas comerciais. Não era para aquele momento.

Depois de um tempo, resolvi sondar, arrisquei negociar com a imobiliária. Aquele imóvel estava muito tempo fechado. Consegui fazer com que eles baixassem bem o valor, mas ainda era alto para mim. O que eu decidi? Dar mas um Grande passo, Aluguei o imóvel. Me mudei para a Rua dr Olavo egidio, 274 em 280m² de muito espaço para guardar o que eu quisesse, tinha estacionamento para o cliente espaço para escritório. A cozinha era do tamanho da loja anterior. Estava nas nuvens.

Foi ali que a coisa desandou de vez. Meu diferencial foi sempre pronta entrega. Lembra da Legno? Que me vendeu 1 maca para ver se ia dar certo ou não? Agora eu vendia uma média de 140 macas por mês, tinha 200 macas de estoque e os clientes adoravam, porque era chegar e levar, a cor que queria, o modelo que desejasse, eu quase sempre tinha pronta entrega.

Quase abertura de uma outra Loja

Como as coisas iam crescendo cada vez mais, eu cogitei a possibilidade de abrir uma nova unidade da Loja Estética. Lugar preferido: Morumbi. Era de lá que viam muitos de meus clientes. Mas como eu faria para chegar lá com o transito caótico de São Paulo? Uma alternativa seria um ponto estratégico mais próximo. Aeroporto de Congonhas em São Paulo. Eu cheguei a Namorar o Local, porém, o proprietário não aceitou minhas garantias para alugar o imóvel. Não era para ser e eu acabei desistindo de alugar o imóvel e não procurei mais outro local, me contentando com a minha loja física em Santana.

Nasce o programa Estética na TV

Eu sempre quis contribuir de alguma forma para o meu mercado. Vender produtos era muito pouco, apesar de toda qualidade e atendimento diferenciado com que eu costumava trabalhar. Eu me tornei palestrante, já fazia vídeos dos produtos e promovia treinamentos técnicos constantes dos produtos que eu vendia. Mas durante uma conversa informal em um bar com um amigo, surgiu um convite inusitado. Carlos Costa, ex diretor da Rede TV, já produzia os vídeos da Loja Estética e naquele dia me informou sobre seus planos de abrir a sua Webtv. Ele perguntou: Você quer ter um Programa de TV seu? Sem piscar os olhos respondi: Quero. Nascia o Programa Estética na TV. Inauguramos a LT3 Studios e o Programa se tornou um sucesso sem precedentes na Estética Profissional. Conectamos profissionais e empresas, muitos profissionais de diversas partes do Brasil e do mundo se conheceram através do chat do Programa Estética na TV: Eram em média 150 pessoas por programa e milhares de visualizações em cada um deles no youtube posteriormente. Por falar em chat, ele virou uma loucura e não havia tempo para responder as perguntas de todos que participavam ao vivo do programa. Não tinha problema, os próprios profissionais respondiam entre si.

Agora temos o nosso estúdio de TV

Depois de passar por mais 2 webtvs, resolvi dar mais um passo. Primeiramente contratei um editor de vídeos para gerar mais conteúdo e em seguida construí meu estúdio dentro da Loja Estética. Tínhamos agora mais liberdade para gerar conteúdo. Passamos a gravar palestras e diversos eventos de estética, prestamos serviços de vídeo para grandes empresas da estética Profissional. Nos consolidamos e ultrapassamos a marca de 1 milhão de views no youtube e hoje já são mais de 4 milhões. Muitos profissionais que passaram por nosso programa ganharam repercussão nacional e internacional. Alguns sairão do Brasil para dar cursos, outros venderam seus cursos aqui no Brasil Também. O certo é que passar pelo programa estética na TV é sucesso na certa.

Repercussão Internacional do programa estética na TV

O Programa Estética na TV atingiu diversos países no mundo. Estados Unidos, Inglaterra, Espanha Portugal, Holanda e diversos outros. Eu fui convidado para palestrar em Londres em um evento de estética para Brasileiros. E por 4 anos consecutivos somos convidados para cobrir a feira Salon look Madrid e o congresso Masajes del Mundo da Renomada Esteticista, Consuelo Silveira.

Em 2019 me tornei responsável pelo marketing e comunicação do projeto Belleza como Terapia em Madrid na Espanha

Minha missão agora é difundir o empreendedorismo dentro do mercado de estética

Bem, essa é um pouco da minha história dentro do mercado de estética. Hoje me dedico a levantar a bandeira do empreendedorismo dentro do mercado de estética.

Não é fácil, mas eu acredito em um mercado de estética mais empreendedor e com resultados condizentes com o tamanho deste mercado que não para de crescer.